Bom senso na formação dos bons hábitos

17 Abr

Acabei de ler uma crítica da Isabel Clemente, editora da Revista Época sobre a difícil missão de formar nossas crianças. Confesso, que achei o texto um pouco radical, pois a autora tem aversão ao uso de jogos eletrônicos e os Itudo da vida, mas tirando isso, concordo com a opinião dela em 90%. Segundo ela, temos a preocupação de educar nossas crianças e respeitar a paz das outras pessoas, então tentamos calar os momentos de inquietudes dos pimpolhos com estes artifícios. Assim, perdemos muitos momentos incríveis.
Particularmente, acho que cada família deve achar o seu ponto de equilíbrio, seu meio termo para que as relações entre pais e filhos aflorem e não se aprofundem no isolamento. Em casa, não me canso em pedir para as meninas contarem sobre o seu dia a dia, pedir modos à mesa, cumprimentar as pessoas, agradecer etc. Dependendo da ocasião, não proibo em deixar que elas escolham um joguinho para se distrair, isso vai depender do momento. Como já disse, sou à favor do meio termo, da bagunça na hora do almoço, das conversas e também do respeito às pessoas que foram ao restaurante saborear e não ficar escutando choro de criança, dos jogos eletrônicos para amenizar a espera e até para distrair. Não tem regras, apenas respeito às verdades de cada família.

Vale a leitura: A difícil formação dos bons hábitos, Revista Época

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: