Arquivo | 14:26

Diagnóstico: Fratura do cotovelo

10 Set

De repente, me ligam da escola dizendo que a Mika tinha caído sobre o braço e que seria bom que eu a levasse à um P.A. Tremedeira total! Gente, por que nestas horas a pessoa está em uma reunião do outro lado da cidade e no horário de pico do trânsito? Ninguém merece esta tortura! Chegando lá a pequena está sentadinha segurando o braço dolorido. Oh…. dó, meu Deus! À primeira vista, parecia uma simples luxação, mas com medo da situação piorar preferi arriscar a longa fila do hospital e sair com um diagnóstico concreto. Após 1 hora de espera, fomos atendidas e o entre idas e vindas da sala de raio-X, o ortopedista disse que ela tinha fraturado o cotovelo, que houve um desvio do mesmo e que talvez fosse um caso de cirurgia. CIRURGIA? Gelei na hora. Ele disse que iria tentar encaixar o braço no lugar, mas que possivelmente isso não resolveria. De qualquer forma, pedi para ele fazer esta tentativa.
No dia seguinte corri para um ortopedista infantil que me deu mais esperanças e me tranquilizou. Hoje, ela está engessada há 2 semanas e super adaptada com as limitações do gesso, aliás isso já está gerando um outro problema: o excesso de confiança! Ela conseguiu achar jeito para tudo, outro dia abriu um presente segurando a caixa com os pés e puxando a tampa com o braço, enfim, mil malabarismos!

Cuidando da bebê


Personalização do gesso: td mundo pode fazer um desenho bem bonito p/ ela!

Anúncios